Metro Exodus: Rússia Pós Apocalíptica!

Saudações, exército interessado em Metro Exodus e criaturas mutantes pulando na sua cara.

Convenhamos, a fixação humana por cenários apocalípticos sempre esteve em evidência. Temos acompanhado ao longo dos anos, inúmeras franquias que apostam na temática caótica e decorrente de explosões nucleares, porém nenhuma delas se passa inteiramente na RÚSSIA.

Pensar nesse gigante peculiar, já é interessante por si. Porém, pensar na Rússia pós apocalíptica, abre um portal maravilhoso e sem limites para imaginários perturbados (não negue). O que poderia acontecer nesses ambientes? Haveria senso de moral ou simplesmente morte aos porcos, no caso ratos, aranhas, lobos e até humanos mutantes?

Esse shooter de ação em primeira pessoa, desenvolvido pela 4A, traz elementos de stealth e surviver também. O jogo é baseado nos romances de Dmitriy Glukhovskym autor e jornalista russo, aficionado por apocalipses nucleares, como podem perceber.

Vamos entender em que ponto da história o terceiro game da franquia Metro está e respirar um pouco desse ar tóxico que cheira a morte.

 

Metro Exodus
Oh well….OLÁ!

 

Metro Exodus: Situação Atual

Após os acontecimentos de Last Light, porém sem ligação com o final anterior, quem protagoniza a missão é novamente, Artyom. O personagem mantém a esperança de encontrar vida fora dos metrôs de Moscou e para isto, são necessárias expedições arriscadas. A intenção é captar algum sinal de rádio e encontrar os sobreviventes. A busca de Artyom e sua Ordem dura um ano e por isso, os cenários apresentam estações diferentes. Ora inverno, ora outono, cada uma das quatro estações trazer suas peculiaridades.

 

Metro Exodus
A superfície guarda a esperança.

 

Metro Exodus: Novidades e elementos interessantes

A nova mecânica de crafting, talvez seja a mais significativa. São dois modos: a mochila e a mesa. A mochila te dá a possibilidade de modificar suas armas, limpá-las, criar kits médicos e refil para máscaras aonde estiver. Já a mesa, você encontra em alguns abrigos distribuídos pelo mapa e com ela você consegue criar armas e adaptá-las para o seu estilo de jogo, além de mudar a especialidade do seu colete. E aqui, a história da falta de recursos se repete, tudo é aproveitável e você improvisará suprimentos e munições.

As armas precisam de manutenção, por isso a limpeza é importante. Sem a manutenção, elas funcionam mal e podem até travar. Essa resposta realista, é um dos elementos interessantes. Outro exemplo disso, são as armas que gastam energia. Para usá-las, você terá que produzir a energia, da mesma forma que precisará troca o refil para respirar.

Outro fator que nos agradou, foi a moralidade que aparece sutilmente nas ações e escolhas tomadas. Se você optar por matar sem piedade, isso vai ter consequências, do mesmo modo que se você tiver compaixão e evitar a mortes, isso será refletido na campanha do jogo.

 

Metro Exodus
Modifique as armas para o seu estilo de jogo.

 

Metro Exodus: Dicas

1 – Preste atenção nos diálogos dos personagens não jogáveis. Eles podem revelar informações importantes para suas decisões, além de revelar detalhes da própria história do game.

2 – Antes de sair das zonas seguras, garanta recursos como armas, munição e kits médicos. Verifique os corpos pelo caminho e as caixas também. Munição nunca é de menos em Metro Exodus.

3 – Se puder evitar um confronto, evite. Isso de dará credibilidade moral, além de economia de munição.

4 –Sempre que encontrar uma mesa, faça a manutenção de suas armas. O bom funcionamento delas depende muito disso. Ah, aproveite para modificar as armas para o seu estilo de jogo também.

5 – Seja silencioso e ataque nas sombras da noite. As chances de surpreender o inimigo aumentam muito.

 

Metro Exodus
Evite confrontos. Se não der, kill’em all!!!

 

Se quiserem conhecer a evolução dos jogos da franquia Metro, deixa aí nos comentários e traremos para vocês. Acesse nosso site e confira nossas máquinas de batalha!

Saudações e até o próximo apocalipse nuclear.

Câmbio, desligo.