Tom Clancy’s The Division 2: $$$ Mortais!

Saudações, exército de Tom Clancy’s The Division 2. 😎

Primordialmente, a sequência do MMO com elementos de RPG de ação em terceira pessoa, é focada no multiplayer cooperativo, valoriza a coleta de loots e o cumprimento das missões. Temos visto algumas desenvolvedoras destacarem o modo Coop nos jogos, propiciando a interatividade entre os jogadores e a responsabilidade de atuar em um time. É claro que você terá a opção de jogar sozinho ou imergir na campanha, mas está claro que, em The Division 2, jogar com outros 3 amigos é importante e pode  ser trivial para cumprir as missões, que se tornam mais difíceis a cada nível alcançado.

A Divisão foi acionada. Em primeiro lugar, a missão: “salvar a nação de um verdadeiro colapso e resgatar a alma do país”, afirma o diretor criativo Julian Gerighty. Tom Clancy’s The Division 2, da gigante Ubisoft, traz no processo de desenvolvimento, elementos muito valiosos e que consideram verdadeiramente o jogador.

Vamos ao jogo que, com sorte, será lançado no próximo dia 15! (com sorte porque o game já foi adiado algumas vezes). 😐

Tom Clancy’s The Division 2 – Pandemia, $$$ Mortais

Black Friday, um dos eventos mais aguardados do ano. É quando a nação dos EUA (e boa parte do mundo) cobre os olhos para tudo e desfruta dos prazeres do capital. Doses de felicidade a cada nota entregue ou recebida, tanto faz. Washington D.C. está prestes a vivenciar o início do colapso, um surto, uma enfermidade epidêmica que será amplamente disseminada e devastará a nação através daquilo que eles dão a vida para colecionar: Dinheiro.

Essa é uma das grandes críticas sociais que o jogo traz, como se dissessem: tomarão do próprio veneno e morrerão por aquilo que mais valorizam. O vírus da varíola infecta a sociedade e, após 27 dias de contaminação, as pessoas começam a sobreviver como se estivessem vivenciando uma guerra civil. Posteriormente, será necessário plantar se quiser comer, viver em condições totalmente dignas de um cenário pós-pandemia, (vulgo apocalipse-temática queridinha e  fortemente enraizada no universo dos games).  Uma nova fação surge, na tentativa oportunista de tomar o poder, você(s) terão que lidar com a hostilidade de gente frustrada com a sociedade, louca para culpar, matar violentamente e destruir por diversão. Em The Division 2, existem mais facções. Falaremos delas já.

Tom Clancy’s The Division 2 – Washington devastada, novos cenários

Seis ambientes compõem o mapa da cidade: residencial, comercial, governamental, pontos históricos, shoppings abertos e natureza. O mapa permite que você veja de perto pontos de referência, paisagens naturais, vizinhanças inteiras e esconderijos de fações e inimigas.

Uma das curiosidades mais legais do jogo é que, para reproduzir com realismo a cidade de Washington, parte da equipe desenvolvedora foi de fato à cidade. Uma equipe composta por profissionais de áreas diferentes e comandada por Chad Chatterdon, diretor artístico de ambientação. Para vocês terem uma ideia do empenho do Team Ubi, se liga nesta pequena lista de 4 coisas sensacionais que fizeram por lá:

1 – Captação de efeito do som de vento nas árvores, nas bandeiras.

2 – Captação do som da chuva caindo sob o chão e sob o guarda-chuva.

3 – Foi feito um estudo sobre a arquitetura de prédios, casas, comércio, para reproduzir com fidelidade a textura dos mesmos, no jogo.

4 – Até os grafites foram reproduzidos, pelo artista Kelly Towles.

Tom Clancy’s The Division 2 – Novidades

1 – End Game: Após o fim da campanha, você ainda será surpreendido. A Ubsoft investiu no enredo depois do fim. O nível 30 é o portal para ter acesso aos agrados do jogo.

2 – Nível 30: Chegou lá? Você poderá escolher entre as 3 especialidades disponíveis para cada personagem: Sobrevivente, demolidor e atirador de elite. Novas missões serão desbloqueadas e a facção mais bem armada do jogo surge, a Black Tusk.

3 – Clãs: Junte-se a um clã ou crie um clã para se conectar a outros jogadores e ter acesso a armas e habilidades exclusivas. Vantagens que só um clã possui.

4 -Zonas Cegas: são três áreas de quarentena, ambientes perigosos e aonde acontecem os confrontos mais violentos. Ah, no End Game, as zonas cegas podem ser invadidas, então, ter um olho na nuca é importante ou então simplesmente jogar no modo cooperativo. Obviamente, são nesses lugares que se encontram os melhores loots.

Tom Clancy’s The Division 2 – Facções inimigas

1 – Herdeiros, True Sons: Força paramilitar que usa experiência em combate e poder de fogo. Pequena, organizada e liderada por um ex-oficial da JTF, cuja crueldade e astúcia o torna um adversário perigoso. Eles andam bem armados e conhecem boas táticas, cuidado.

2 – Hienas:  Esse nome é bom e sugestivo. São um bando de invasores oportunistas violentos. Caçam, roubam e destroem tudo o que estiver no caminho. São liderados por um conselho formado pelos mais fortes do grupo.

3 – Exilados: Não brinque com indivíduos que se sentem injustiçados pela sociedade, eles se alimentam de ódio. São sobreviventes de uma quarentena forçada. Foram jogados em zonas cegas e trancafiados lá. Buscam vingança contra aqueles que os aprisionaram brutalmente. A líder carismática e SANGUINÁRIA, culpa todo mundo e influencia seus seguidores a espalharem doenças e cometerem assassinatos.

4 – Pata-negra: Esses são os caras que você não quer encontrar. Organização militar secreta, disciplinada, altamente organizada e que possui as armas que vão espalhar seus pedações de uma forma linda. Eles são a maior ameaça para a Divisão.

 

Tom Clancy’s The Division 2 – Jogabilidade, confrontos e requisitos básicos

Primordialmente, invista nos loots, arrisque tudo por um bom loot em qualquer zona cega.

Modos do Jogo:

1 -Campanha: Modo mais apreciativo, imersivo no universo de The Division. Traz a missão mais crítica do jogo. Aprecie as 40 horas de história!

2 – Cooperativo: Jogar com 3 amigos por ser uma boa opção para quem é novo na Divisão.

3 -PVP: Bata no peito e encare sozinho os confrontos. As vezes confiar em alguém pode ser complicado…mesmo se for outro agente.

Confrontos:

1 – Skirmish: Você confronta com outro time. Disputa clássica do The Division Team Deathmatch.

2 – Dominação:   Você receberá objetivos e precisará dominar locais para ter vantagem sob outros times.

Requisitos Básicos:

MÍNIMO – 1080p | 30 FPS:

1 – OS: 64-Bit Windows 7 SP1 | 8.1 | 10

2 – CPU: AMD FX-6350 | Intel Core I5-2500K

3 – RAM: 8 GB

4 – GPU: AMD Radeon R9 280X | Nvidia Geforce GTX 780

5 – VRAM: 3 GB

6 – DIRECT X: DirectX 11 | 12

RECOMENDADO – 1080p | 60 FPS:

1 – OS: 64-Bit Windows 10

2 – CPU: AMD Ryzen 5 1500X | Intel Core I7-4790

3 – RAM: 8 GB

4 – GPU: AMD RX 480 | Nvidia Geforce GTX 970

5 – VRAM: 4 GB

6 – DIRECT X: DirectX 12

ALTA – 1440p | 60 FPS:

1 – OS: 64-Bit Windows 10

2 – CPU: AMD Ryzen 7 1700X | Intel Core I7-6700K

3 – RAM: 16 GB

4 – GPU: AMD RX Vega 56 | Nvidia Geforce GTX 1070

5 – VRAM: 8 GB

6 – DIRECT X: DirectX 12

Por fim, a RAWAR indica a experiência. Se quiserem saber mais sobre os detalhes da jogabilidade, outras novidades ou tiverem sugestões, deixem aí nos comentários!